top of page

Pensamentos paralisantes: saiba como lidar com eles

Atualizado: 18 de jul. de 2023

Você sabe o que são pensamentos paralisantes? A melhor forma de explicá-los é citar exemplos deles. “Eu não vou conseguir”, “está todo mundo me olhando”, “todos vão rir de mim”, “se eu começar agora, vou demorar muito a acabar”, “não sou capaz de fazer”, “depois eu faço”, “essa roupa está horrível”. Se você pensa assim com frequência, provavelmente tem deixado de agir e de vivenciar muitas situações. Esses pensamentos negativos têm um grande potencial de paralisar as pessoas.


A psicóloga Claudia Sales, parceira da Affetic na Cocriação de Valor (PCV), explica que a Terapia Cognitivo-Comportamental chama esse tipo de pensamento de “pensamentos automáticos”, que aparecem imediatamente quando pensamos em fazer alguma coisa. Normalmente, eles são negativos em situações novas, inesperadas ou que tenham algum fator estressor.


“Os pensamentos automáticos negativos são mais comuns em quem possui diagnóstico de Ansiedade, mas todas as pessoas podem apresentá-los, independentemente de ter ou não um transtorno ansioso. Na maioria das vezes, eles não são verdadeiros, mas paralisam e despertam sentimentos de tristeza e angústia, além de sensações ansiosas”, explicou.


Como não passam de "mentirinhas" que surgem na nossa mente, questionar esses pensamentos pode ser uma boa solução para lidar com eles.

“Ao perceber que está com algum pensamento muito fixo, faça perguntas a você mesmo. Esse pensamento é verdadeiro? Quais evidências eu tenho de que isso realmente vai acontecer? O que de pior pode acontecer? Essas perguntas podem ajudar a racionalizar melhor o que está acontecendo no momento e a evitar sofrer por situações que são muito difíceis de acontecer”, disse.


Claudia Sales destaca, entretanto, que, caso sejam pensamentos muito intensos e frequentes, que, apesar dessa postura questionadora, não se dispersam, é importante iniciar o processo de psicoterapia, para compreender por que isso está acontecendo.


Claudia Sales, psicóloga e PCV da Affetic






14 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page